4 Regras básicas para relacionamento com o Cliente | Centomo ID

4 Regras básicas para relacionamento com o Cliente

by CENTOMO ID, 13/05/2016

Nosso objetivo nesse artigo é refletir na relação entre Cliente e Empresa.
Em resumo é  política adotada pela nossa empresa, e esperamos que possa ajudá-los de alguma forma.

 

1° CONHEÇA SEU CLIENTE

Perceba as dificuldades dele, em muitos casos o cliente não sabe o que pedir e nem como pedir, simplesmente porque esse não é o segmento dele! Isso é óbvio, se não, não te contrataria, concorda?

Ofereça todas as opções e oriente para o que de fato é necessário para ele!  Explique as opções, utilize palavras fáceis, você não precisa usar um vocabulário técnico se o seu cliente não entende uma palavra do que você diz.

Mostre o que pode agregar valor e onde o seu produto vai ajudá-lo a crescer!

 

2° AJUDE SEU CLIENTE

Todo conhecimento deve ser compartilhado!

Você não pode vender um produto, entregar e acabou! Não, não acabou… O seu cliente tem que saber o que fazer com o seu produto. Pegando o desenvolvimento de um site como exemplo, ofereça suporte a hospedagem mesmo não sendo sua, ajude-os a criar e configurar e-mails, ajude-os com as redes sociais, ofereça apoio e suporte!

O Cliente tem que confiar em você!

 

3° DEFINA PRAZOS

Sempre que o seu cliente solicitar algo, estabeleça prazos!

Esses prazos podem ser passados no momento da proposta, é uma obrigação de toda empresa deixar o cliente avisado quanto a prazos de entregas e  solicitações. Sempre estabeleça prazos que possam ser cumpridos, isso também pesa na decisão de qual empresa fechar. Afinal ele não está orçando só com você.

CUMPRA O PRAZO DEFINIDO!

 

4° SEJA TRANSPARENTE

Seja claro e direto nas suas propostas, nada de letrinhas miúdas ou surpresas no meio do caminho. Não seja “malandro”, seu cliente merece respeito.

Levante tudo o que seu cliente vai precisar para o projeto, deixe claro quais os pré-requisitos necessários para a solução que você está vendendo, para que ele não tenha “surpresas” na hora da implementação.

Por exemplo, nós vamos desenvolver um site, passamos o valor dos nossos serviços, mas o cliente vai precisar também, de um domínio (valor X), hospedagem (valor Y). Domínio e hospedagem não cabe a nós, mas devemos orientá-lo.

Portanto quando fizer uma proposta, um orçamento, analise todas as dificuldades e implicações do projeto, alerte seu cliente quanto a custos extras.

 

Clientes podem se tornar grandes parceiros, são únicos e o maior patrimônio da nossa empresa.

 

Siga-nos pelo Facebook